WEB RÁDIO VERDADE GOSPEL

ISLAIDE TESTE

ISLAIDE TESTE
webradioverdadegospel@gmail.com

DISPONÍVEL NA PLAY STORY

DISPONÍVEL NA PLAY STORY
DISPONIVÉL NA PLAY STORY

JOÃO 3:16

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUPLICIDADE

IBADEP TEOLOGIA

IBADEP TEOLOGIA
IBADEP TEOLOGIA

quinta-feira, 21 de abril de 2022

Membro de gangue se converte e leva toda sua família gângster a Jesus Gilbert Gonzales abandonou a gangue de rua King Kobra e foi liberto das drogas e do alcoolismo.

 

                                 Gilbert levou toda sua família gângster a Jesus. (Foto: YouTube/700 Club Interactive).

Gilbert Gonzales cresceu em uma família de gângsteres, na Califórnia, Estados Unidos. Vendo seus tios e sua mãe pertencer ao mundo do crime, o adolescente ansiava por entrar na gangue de rua King Kobra, para deixar seus familiares orgulhosos.

“Eu queria ser aceito pelos meus tios e pela minha mãe. Eu queria seguir a tradição de ser um membro de gangue. Queria ser durão e forte como eles”, contou Gilbert, em entrevista ao 700 Club Interactive. 

Então, aos 16 anos, ele foi convidado oficialmente por seu tio a ingressar na gangue e logo seus irmãos foram os próximos. Com a atenção e reconhecimento que ganhou na King Kobra, Gilbert passou a amar o obscuro mundo das ruas e firmou sua identidade em ser um gângster.

Se saindo bem em brigas de rua e na luta por território, o jovem pensou em dedicar toda a sua vida à gangue. O uso de drogas, como crack e cocaína, misturado com o álcool, fazia parte de sua rotina no crime. 

Gilbert Gonzales abandonou a gangue de rua King Kobra. (Foto: YouTube/700 Club                                                                             Interactive).

Certa noite, Gonzales foi gravemente esfaqueado durante uma briga na rua e foi levado às pressas para o pronto-socorro. Ao sentir a morte de perto, ele começou a refletir sobre seu estilo de vida.

“Eu pensei: 'cara, tem que haver uma mudança. Não posso viver assim para sempre porque vou acabar morrendo ou indo para a cadeia'”, lembrou Gilbert.

Mas, o jovem continuou na vida gângster até um dia ser preso por perturbação pública. Sem dinheiro para pagar fiança, ele ligou para Karen, sua namorada, e pediu ajuda. A mãe de Karen pagou e Gilbert foi liberado, com a condição que ele fosse à igreja.

“Eu fui, mas não prestei atenção no sermão porque eu estava com medo da mãe de Karen, que estava cantando no coral”, contou ele. 

Porém, Gilbert foi surpreendido com a bondade e o amor da cristã. “Eu pensei que ela ia me dar um tapa no culto. Mas, ela estendeu a mão, me cumprimentando, e isso me chocou”, confessou o jovem.

Encontro ao pé da cruz

Gilbert foi transformado por Jesus e hoje tem uma linda família. (Foto: YouTube/700 Club                                                                      Interactive).

Gonzales continuou indo à igreja com Karen. A namorada aceitou Jesus durante um culto e mais tarde, Gilbert conversou com o pastor, que lhe apresentou o Evangelho. 

Ao entender que Jesus morreu por seus pecados por amor a ele, o gângster começou a sentir o peso de sua vida pecaminosa e se arrependeu.

“Eu lembro de ter me ajoelhado no quarto e chorar por muito tempo. Disse para Deus que queria mudar, que não queria mais viver aquele estilo de vida, porque já estava cansado”, testemunhou.

O jovem pediu perdão por seu passado e abandonou a gangue. Ele foi liberto do vício em drogas e do alcoolismo, e teve a vida transformada por Jesus

“Sou grato por Deus ter mudado minha vida, porque eu não sei onde eu estaria agora. Estaria morto, na cadeia ou vivendo como sem-teto. Ele me abençoou tanto”, declarou Gilbert.

Logo depois, ele e Karen se casaram e formaram uma linda família. O jovem também levou toda sua família gângster a Cristo, após interceder pela salvação deles. “Eu pensei que eles nunca iriam mudar. Mas, Jesus muda as pessoas, Ele me mudou, Ele transformou a minha família”, testemunhou Gilbert.

E finalizou: “Minha nova identidade está nele, sabendo que eu fui perdoado. Eu não estou mais vivendo para mim mesmo, eu vivo para Cristo agora. Mudou a maneira que eu penso, a maneira que eu vivo”. 

FONTE: rvg, COM INFORMAÇÕES DE GOD TV E 700 CLUB INTERACTIVE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

NOSSOS OUVINTES,ONLINE, PELO MUNDO

Flag Counter

Heidi Baker sobre a perseguição: “Terroristas podem nos matar, mas não tiram Jesus de nós” A missionária, que vive em Moçambique há quase 30 anos, testemunhou histórias de fé durante a On Mission, em SP.

                               Heidi Baker durante ministração no On Mission, em SP. (Foto: Francielle Cecilia / Global Awakening) Uma das p...