WEB RÁDIO VERDADE GOSPEL

ISLAIDE TESTE

ISLAIDE TESTE
webradioverdadegospel@gmail.com

DISPONÍVEL NA PLAY STORY

DISPONÍVEL NA PLAY STORY
DISPONIVÉL NA PLAY STORY

JOÃO 3:16

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUPLICIDADE

IBADEP TEOLOGIA

IBADEP TEOLOGIA
IBADEP TEOLOGIA

sábado, 5 de fevereiro de 2022

“A dor cega os cristãos”, diz pastor que chegou a perder a fé após morte trágica do pai ‘Todo mundo sofre perdas. A perda do meu pai foi um golpe, mas precisamos tratar a dor para que seja transformada’, testemunhou.

 

                                                  Pastor Michael Phillips. (Foto: Captura de tela/YouTube T.D. Jakes)

O pastor Michael Philips da Fundação T.D. Jakes compartilhou sobre sua jornada de fé e explicou porque se afastou de Deus após a perda repentina do pai.  Durante uma pregação na megaigreja Jake´s Potters House, em Dallas (EUA), ele disse que a dor, muitas vezes, pode cegar os cristãos

Michael conta que cresceu em Baltimore e, quando menino, o pai costumava mostrar as estrelas no céu e dizia que “quando ele se sentisse preso ou não conseguisse passar por alguma provação, que olhasse para cima.

Seu pai trabalhava como pastor em tempo integral e era motorista de caminhão em tempo parcial. Então, durante alguns passeios de caminhão, pai e filho ficavam admirando a Criação de Deus.

Por que olhar para cima?

“Meu pai dizia isso e explicava: ‘Porque você já foi trazido de longe’. Quando criança eu realmente não entendia isso, mas eu simplesmente concordava balançando a cabeça”, lembrou. 

Com 11 anos, durante uma viagem com o pai, ele perguntou o que o pai sempre quis dizer. “Ele começou a sorrir e me disse: 'Você tem que entender que está se movendo agora e nem sabe'. Ele se referiu à Terra girando em torno de seu eixo em alta velocidade”, explicou.

Preciso que alguém entenda, nesta sala, que Deus já colocou as coisas em movimento a ponto de não poder mais ser alterado, não pode ser desfeito”, disse Phillips às pessoas que acompanhavam sua pregação.

“Você não está apenas se movendo em uma velocidade rápida. O sol vai nascer de manhã”, ele continuou.

“O dia de amanhã pode ser melhor”

Michael explicou que não importa o que faça um cristão se sentir preso, pois isso não tem poder algum de impedir que tudo continue em movimento. “Enquanto você estava acordada, ontem à noite, se preocupando com suas contas, seus filhos, seu marido, sua casa, você estava em movimento e nem percebeu”, mencionou.

“Enquanto você estava de joelhos orando a Deus, falando com Ele sobre uma situação, sobre um problema, você estava se movendo e nem se deu conta”, continuou.

O pastor enfatizou que as pessoas podem estar presas, mas estão em movimento constante. “As pessoas não têm noção de que o dia de amanhã pode ser melhor”, disse ainda.

“Quando a dor chegou, eu não conseguia mais ver o céu”

“Meu pai morreu de repente e toda minha orientação da Palavra de Deus foi completamente interrompida. Tudo o que eu pensava sobre Deus mudou”, lembrou.

“Toda vez que ouvia: 'Deus é bom', desconfiava de Sua bondade. Toda vez que alguém dizia: 'Deus é justo', eu suspeitava de Sua justiça. Toda vez que alguém me falava que Ele é onipotente, onisciente e onipresente, eu desconfiava porque meu pai não estava mais aqui”, contou.

Após a morte e o funeral de seu pai, Michael disse que ainda se lembra de ter questionado Deus: “Como o Senhor pôde fazer isso comigo?” 

“Quando a dor entrou em minha vida, eu não conseguia mais ver as estrelas. Eu não podia mais ver o céu. Tudo o que eu podia ver era dor. Fiquei obscurecido pela perda”, reconheceu. 

“O Senhor dá e o Senhor tira”

Michael disse que ainda se lembra do que o pastor citou no funeral de seu pai. “Ele citou Jó 1.21: ‘O Senhor dá e o Senhor tira’. Quando você vivencia um evento traumático, não há linguagem para explicar. A morte do meu pai foi um golpe”, refletiu. 

“Mas eu não sabia o que sei hoje. Todo mundo sofre perdas, mas os cristãos devem refletir sobre os atributos positivos de Deus para obter uma percepção completa de quem Deus é”, justificou. 

“A dor pode ser transformada”

Quando tratada, a dor pode ser transformada “Se você não transformá-la, sempre a transmitirá. O problema com esse tipo de transmissão é que ela se espalha mais rápido que o ômicron”, comparou com a variante do SARS-CoV-2, o vírus que causa a Covid-19.

De acordo com o pastor, a dor pode ser transferida de geração em geração. “Não fica só com você. A dor passa pelo seu DNA e confina seus parentes até a quarta geração”, acredita Michael ao esclarecer que os filhos acabam sendo criados conforme as experiências do pais. 

O pastor ainda disse que o inimigo quer que os cristãos se sintam presos. “Mas Deus colocou cada pessoa em constante movimento. Quando você acordou esta manhã, você não percebeu que acordou para outro período, e isso significa que você tem outra chance. Você tem mais 24 horas”, acrescentou.

“O que aconteceu ontem está preso no ontem. Deus projetou isso para que a dor tivesse uma barreira para não chegar até você no seu amanhã. Mas isso realmente depende de você”, disse.

Entendam que há algumas coisas que os cristãos não podem impedir, como a dor e o choro. Mas Deus já colocou você em movimento para lidar com a dor, basta você chorar e desabafar. Você só precisa chorar e tirar a dor do seu sistema. Se você não passar pelo modo de choro, tentará consertar a situação, controlar as circunstâncias e repreender o sofrimento”, concluiu.

FONTE: rvg, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN POST

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

NOSSOS OUVINTES,ONLINE, PELO MUNDO

Flag Counter

Heidi Baker sobre a perseguição: “Terroristas podem nos matar, mas não tiram Jesus de nós” A missionária, que vive em Moçambique há quase 30 anos, testemunhou histórias de fé durante a On Mission, em SP.

                               Heidi Baker durante ministração no On Mission, em SP. (Foto: Francielle Cecilia / Global Awakening) Uma das p...