WEB RÁDIO VERDADE GOSPEL

ISLAIDE TESTE

ISLAIDE TESTE
webradioverdadegospel@gmail.com

DISPONÍVEL NA PLAY STORY

DISPONÍVEL NA PLAY STORY
DISPONIVÉL NA PLAY STORY

JOÃO 3:16

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUPLICIDADE

IBADEP TEOLOGIA

IBADEP TEOLOGIA
IBADEP TEOLOGIA

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Iranianos questionam onde devem praticar a fé Cristãos presos no Irã perguntam ao governo onde podem cultuar a Jesus após libertação

 

Os nove cristãos ex-muçulmanos foram condenados por "agir contra a segurança nacional"

Três cristãos iranianos, que estão cumprindo pena de prisão por terem abandonado o islã e se convertido ao cristianismo, questionaram o governo do Irã sobre o local onde poderiam celebrar a fé em Cristo após serem libertos. Os cristãos Babak Hosseinzadeh, Behnam Akhlaghi e Saheb Fadaie fazem parte de um grupo de nove ex-muçulmanos que foram presos por serem membros de uma igreja doméstica na cidade de Rasht, no Norte do Irã, em janeiro e fevereiro de 2019. 



O tribunal condenou o grupo a cinco anos de prisão sob a acusação de “agir contra a segurança nacional por meio da propagação do cristianismo”. Recentemente, Babak e Behnam tiveram permissão para deixar a prisão por alguns dias. Durante esse período, eles gravaram mensagens pedindo que o governo explicasse onde eles poderiam frequentar a igreja quando deixarem a prisão nos próximos anos.



“Se me dizem: ‘Respeitamos sua fé, respeitamos suas crenças e o único problema que temos com você é que você frequenta uma igreja doméstica’, minha pergunta é: ‘Se esse respeito realmente existe, então onde devo frequentar uma igreja após minha libertação? Onde devo praticar minha fé como cristão?’”, questiona Behnam em seu vídeo.



Sem local para adorar Jesus

Embora existam quatro igrejas cristãs reconhecidas pelo governo no Irã, elas são altamente vigiadas e não podem receber visitantes ou novos membros. Não há outros lugares para o culto cristão, e isso fez com que cristãos adorassem em suas casas, o que não é um ato protegido e livre aos cristãos. Quando descobertos, eles são encarcerados e acusados de agir contra a segurança nacional.



De acordo com o artigo 18 do Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos, assinado pelo Irã, a falta de um local de culto é uma violação do direito à liberdade religiosa. É também uma violação da própria Constituição do Irã, que garante liberdade religiosa a judeus, cristãos e zoroastrianos iranianos.  Há uma “grande lacuna entre a lei escrita e a prática de ignorar muitos cristãos e seus direitos básicos, como o direito de ter uma igreja oficial”, escrevem Babak, Behnam e Saheb em sua carta aberta.



Nas últimas quatro décadas, os motivos que mais levaram cristãos às prisões estão relacionados com o direito de ter um local de culto e adoração. Devido às restrições, pressão e violência que os cristãos iranianos enfrentam, o Irã é o 8º país na Lista Mundial da Perseguição 2021.


fonte Portas Abertas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

NOSSOS OUVINTES,ONLINE, PELO MUNDO

Flag Counter

Feiticeiro tenta atrapalhar evangelismo na África e acaba se convertendo a Jesus Deus transformou o mal em bem, quando o feiticeiro mais temido da aldeia surgiu com cobras venenosas nas mãos para desafiar a equipe da missionária Heidi Baker.

                   Nachuha e sua esposa Albertina aceitaram Jesus e foram batizados por Heidi Baker. (Foto: Reprodução Iris Global). Em uma ...