WEB RÁDIO VERDADE GOSPEL

ISLAIDE TESTE

ISLAIDE TESTE
webradioverdadegospel@gmail.com

DISPONÍVEL NA PLAY STORY

DISPONÍVEL NA PLAY STORY
DISPONIVÉL NA PLAY STORY

JOÃO 3:16

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUPLICIDADE

IBADEP TEOLOGIA

IBADEP TEOLOGIA
IBADEP TEOLOGIA

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

Presidente da Turquia afirma que seu país tem direito sobre Jerusalém: “É a nossa cidade” Recep Tayyip Erdogan lembrou que Jerusalém ainda tem 'vestígios da resistência otomana' e por isso a Turquia teria direitos sobre a cidade.

 

              O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que seu país tem direitos sobre Jerusalém. (Foto: AP Photo)

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, sugeriu que Jerusalém pertence ao seu país durante um discurso aos legisladores turcos em Ancara na última quinta-feira (1º), segundo o jornal ‘The Times of Israel’.

“Nesta cidade que partimos aos prantos durante a Primeira Guerra Mundial, ainda é possível encontrar vestígios da resistência otomana. Portanto, Jerusalém é a nossa cidade, uma cidade nossa”, disse ele. “Nossa primeira qibla [direção islâmica de oração] al-Aqsa e a Cúpula da Rocha em Jerusalém são as mesquitas simbólicas de nossa fé. Além disso, esta cidade é o lar dos lugares sagrados do Cristianismo e do Judaísmo”.

O Império Otomano governou Jerusalém de 1516-1917 até que a Grã-Bretanha assumiu após a Primeira Guerra Mundial. Erdogan está empurrando o país constitucionalmente laico cada vez mais para o Islã conservador e considera que “Jerusalém é uma extensão da Turquia”.

Pouco depois de converter a igreja de ‘Hagia Sophia’ de Istambul em uma mesquita no mês de julho, Erdogan voltou sua atenção para a cidade sagrada localizada em Israel.

Ele disse em um post no Facebook que “o renascimento da Hagia Sophia é um sinal do retorno da liberdade à mesquita de al-Aqsa”, em Jerusalém.

Durante o discurso de Erdogan na quinta-feira, ele condenou “a opressão de Israel contra os palestinos e as práticas indiferentes que desprezam a privacidade de Jerusalém”.

“A questão de Jerusalém não é um problema geopolítico comum para nós. Em primeiro lugar, a aparência física atual da Cidade Velha, que é o coração de Jerusalém, foi construída por Solimão, o Magnífico (Califa do Islã e Sultão do Império Otomano do século XVI), com suas paredes, bazar e muitos edifícios. Nossos ancestrais mostraram seu respeito por séculos, mantendo esta cidade em alta estima”, disse.

Há muito tempo Erdogan é um defensor da causa palestina e reafirma o compromisso da Turquia com Jerusalém.

“Consideramos uma honra, em nome de nosso país e nação, expressar os direitos do povo palestino oprimido em todas as plataformas, com quem convivemos há séculos”, disse ele. “Com esse entendimento, seguiremos tanto a causa palestina, que é a ferida sangrenta da consciência global, quanto o caso de Jerusalém até o fim”.

O Ministério das Relações Exteriores de Israel não comentou o discurso de Erdogan.

FONTE: GUIAME,rvg, COM INFORMAÇÕES DA CBN NEWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

NOSSOS OUVINTES,ONLINE, PELO MUNDO

Flag Counter

Mais de 340 milhões de cristãos enfrentam perseguição no mundo Número total de mortos por causa da fé em Jesus aumentou 60% na LMP 2021

            Número de cristãos perseguidos aumentou 30% na Lista Mundial da Perseguição 2021 A pesquisa feita pelas Portas Abertas em mais d...