WEB RÁDIO VERDADE GOSPEL

ISLAIDE TESTE

ISLAIDE TESTE
webradioverdadegospel@gmail.com

DISPONÍVEL NA PLAY STORY

DISPONÍVEL NA PLAY STORY
DISPONIVÉL NA PLAY STORY

JOÃO 3:16

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUPLICIDADE

IBADEP TEOLOGIA

IBADEP TEOLOGIA
IBADEP TEOLOGIA

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Líderes cristãos pedem ao FMI e Banco Mundial que cancelem dívidas de nações mais pobres A carta foi enviada ao Banco Mundial e ao FMI antes de discutirem a dívida das nações mais pobres, como parte do planejamento para a recuperação econômica global.

 

Nyamuot Joak segura sua filha de um ano, que sofre de desnutrição e está sendo tratada em uma clínica cristã no Sudão do Sul. (Foto: Andreea Campeanu/DEC)

Líderes cristãos de diversos países fizeram um apelo conjunto ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e ao Banco Mundial para cancelar as dívidas dos países em desenvolvimento enquanto lutam com a Covid-19.

Entre os signatários estão a Dra. Isabel Apawo Phiri, vice-secretária geral do Conselho Mundial de Igrejas, o Bispo Josiah Idowu-Fearon, secretário geral da Comunhão Anglicana, o Rev. Fidon Mwombeki, secretário geral da Conferência de Igrejas de Toda a África e Alessandra Smerilli, coordenadora da força-tarefa de economia da Comissão do Vaticano para Covid-19.

A carta foi enviada ao Banco Mundial e ao FMI antes de suas reuniões anuais, que acontecerão de 16 a 18 de outubro, quando as duas instituições deverão discutir o alívio da dívida das nações mais pobres como parte do planejamento para a recuperação econômica global. 

O Banco Mundial alertou recentemente que a pandemia “ameaça empurrar mais de 100 milhões de pessoas para a pobreza extrema e está agravando a desigualdade em todo o mundo”.

Os líderes cristãos alertam sobre a “devastação” causada pela pandemia nos países pobres e lamentam que eles estejam tendo que gastar recursos preciosos no pagamento de dívidas, em vez de lutar contra a Covid-19. 

“Enquanto nossos governos fazem tudo o que podem para responder à pandemia, testemunhamos a injustiça em andamento do dinheiro que é tão desesperadamente necessário para remédios, equipamentos de proteção individual, suprimentos alimentares de emergência e redes de segurança social ainda estar sendo desviado para o pagamento de dívidas”, escreveram eles . 

Os líderes apelam às instituições para mostrarem uma “liderança corajosa”, cancelando as dívidas para liberar os recursos financeiros necessários “para evitar que milhões de irmãs e irmãos sejam desnecessariamente empurrados para a pobreza pela pandemia”.

“Sem o cancelamento das dívidas, permanece o grave risco de que os países em desenvolvimento não tenham o dinheiro tão desesperada e urgentemente necessário para conter a propagação do vírus, tratar as pessoas que sofrem do vírus e para amenizar e se recuperar do risco de destruição econômica e social ameaçada pelo vírus”, afirmam. 

A carta foi coordenada por ONGs globais, incluindo a CAFOD, Christian Aid e CIDSE.

FONTE: GUIAME,rvg,COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

NOSSOS OUVINTES,ONLINE, PELO MUNDO

Flag Counter

Mais de 340 milhões de cristãos enfrentam perseguição no mundo Número total de mortos por causa da fé em Jesus aumentou 60% na LMP 2021

            Número de cristãos perseguidos aumentou 30% na Lista Mundial da Perseguição 2021 A pesquisa feita pelas Portas Abertas em mais d...