WEB RÁDIO VERDADE GOSPEL

RADIO WEB VERDADE GOSPEL

RADIO WEB VERDADE GOSPEL
24 HORAS NO AR

ISLAIDE TESTE

ISLAIDE TESTE
webradioverdadegospel@gmail.com

DISPONÍVEL NA PLAY STORY

DISPONÍVEL NA PLAY STORY
DISPONIVÉL NA PLAY STORY

JOÃO 3:16

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUPLICIDADE

IBADEP TEOLOGIA

IBADEP TEOLOGIA
IBADEP TEOLOGIA

sábado, 1 de agosto de 2020

Após igreja ser atacada, pastor e fiéis são espancados por hindus no Sri Lanka A multidão de extremistas invadiu a Igreja das Testemunhas de Jesus na cidade de Chenkalady às 9 da manhã, durante um culto.

Uma igreja doméstica foi atacada por uma multidão de 40 extremistas hindus no distrito de Batticaloa, leste do Sri Lanka, no domingo, 19 de julho.

A multidão invadiu a Igreja das Testemunhas de Jesus na cidade de Chenkalady às 9 da manhã, durante um culto.

Os extremistas espancaram o pastor e sua esposa, que sofreram ferimentos leves. O pai do pastor, a sogra e outros cristãos presentes ao culto também foram violentamente agredidos.

Um inquérito policial sobre o incidente está em andamento.

O histórico de agressões a cristãos no Sri Lanka é violento. Em 21 de abril de 2019, pelo menos 29 pessoas, incluindo 14 crianças, morreram na Igreja Evangélica de Zion em Batticaloa, em uma de uma série de atentados a bomba por extremistas muçulmanos.

Mais de 250 pessoas foram mortas e pelo menos 500 ficaram feridas nos ataques coordenados do Dia da Páscoa que atingiram três igrejas e três hotéis onde os cristãos se reuniam. Dois outros dispositivos explodiram depois, um em um conjunto habitacional e outro em uma casa de hóspedes.

Os cristãos representam 8% da população do Sri Lanka e são frequentemente assediados e atacados por extremistas de outras comunidades religiosas. A maioria da população é budista, os hindus representam 14% e os muçulmanos 9%Uma igreja doméstica foi atacada por uma multidão de 40 extremistas hindus no distrito de Batticaloa, leste do Sri Lanka, no domingo, 19 de julho.

A multidão invadiu a Igreja das Testemunhas de Jesus na cidade de Chenkalady às 9 da manhã, durante um culto.

Os extremistas espancaram o pastor e sua esposa, que sofreram ferimentos leves. O pai do pastor, a sogra e outros cristãos presentes ao culto também foram violentamente agredidos.

Um inquérito policial sobre o incidente está em andamento.

O histórico de agressões a cristãos no Sri Lanka é violento. Em 21 de abril de 2019, pelo menos 29 pessoas, incluindo 14 crianças, morreram na Igreja Evangélica de Zion em Batticaloa, em uma de uma série de atentados a bomba por extremistas muçulmanos.

Mais de 250 pessoas foram mortas e pelo menos 500 ficaram feridas nos ataques coordenados do Dia da Páscoa que atingiram três igrejas e três hotéis onde os cristãos se reuniam. Dois outros dispositivos explodiram depois, um em um conjunto habitacional e outro em uma casa de hóspedes.

Os cristãos representam 8% da população do Sri Lanka e são frequentemente assediados e atacados por extremistas de outras comunidades religiosas. A maioria da população é budista, os hindus representam 14% e os muçulmanos 9%

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

"Se abortar é um direito da mulher, onde estava o meu direito?", diz sobrevivente de aborto Gianna Jessen elogiou o presidente dos EUA, Donald Trump por sua decisão em favor dos sobreviventes de abortos malsucedidos.

  Gianna Jessen nasceu com paralisia cerebral após sua mãe biológica tentar abortá-la nos anos 70. (Foto: AP Photo/Pablo Martinez Monsivais)...